tese
Tese.jpg

A IMAGEM RELAMPEJANTE:

Um jogo com a perda

Tese apresentada ao programa de Pós-Graduação em Ciência da Literatura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGCL/UFRJ), como requisito à obtenção do título de Doutor em Ciência da Literatura (Teoria Literária).

Período de Doutorado Sanduíche no Centre Transdisciplinaire d’Épistémologie de la Littérature et des Arts Vivants, da Université Nice Sophia Antipolis (UNS), em Nice (França).

Orientador UFRJ:

         Prof. Dr. Marco Americo Lucchesi.

Orientadores UNS:

        Profa. Dra. Filomena Juncker – UNS

        Prof. Dr. Patrick Quillier – UNS

Banca avaliadora:

         Prof. Doutor Eduardo de Faria Coutinho – UFRJ

         Profa. Dra. Silvia Inés Cárcamo de Arcuri – UFRJ

         Profa. Dra. Rosana Kohl Bines – PUC-Rio

         Prof. Dr. Eduardo Guerreiro Brito Losso – UFRJ

         Prof. Dr. Marcelo Diniz Martins – UFRJ

         Prof. Dr. Faustino Luiz Couto Teixeira – UFJF

RESUMO

Esta tese propõe a criação e o desenvolvimento do conceito de imagem relampejante, a partir da crítica da arte de Murilo Mendes, por meio da realização propositiva de um estudo amplo da importância da potência imagética tanto na tradição pictórica quanto no diálogo entre as diversas formas de conhecimento (literatura, história, ciência, religião etc.) do homem e do mundo que se manifestam na prosa crítica muriliana. O objetivo é demonstrar de que maneira o conceito de imagem relampejante nos proporciona uma perspectiva dialógica aberta para a multiplicidade convergente das muitas formas de criação e pensamento, através da defesa de um saber amador, de um “olho armado” para o processo intuitivo de observação, em que primeiro ocorre o encontro relampejante com a imagem da obra, que em seguida se perde, deixando no observador a pulsação enérgica de sua intuição, que se alia a uma convivência com a perda até formar com ela um segundo encontro dialógico, no qual o observador-crítico cria imagens relampejantes que dialogam com a imagem inicial. Esse processo cíclico e aberto de percepção da imagem nos abre, enfim, a uma experiência mística com o visível e o invisível da imagem. Em outras palavras, a imagem relampejante é uma viagem em busca da imagem de Deus.

Sobre

Mestre em Teoria Literária pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com bolsa do CNPq. Doutor em Teoria Literária pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com bolsa da Capes e período sanduíche no Centre Transdisciplinaire d’Épistémologie de la Littérature et des Arts Vivants, da Université Nice Sophia Antipolis, na França, como bolsista do Programa Erasmus+ UNS-UFRJ. Escritor, ensaísta, professor, artista plástico e tradutor.

Literatura contemporânea brasileira.

Acesso rápido

Contato

E-mail: edurosal@yahoo.com.br

Telefone: (21) 9 9108.0513

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle